Contato: (11) 2626-8923 - (19) 3892-5074 - ID Nextel: 96*23142

 


Artigo: Seja um monitor de lazer superior - obrigue-se a ouvir para ter mais pessoas nas suas atividades

Imagine como seria os médicos, advogados e até quem sabe o mecânico do seu carro se agissem como muitos monitores de lazer. Você entraria no consultório do médico por exemplo e seria recebido mais ou menos assim: - Bom dia, você está com sorte hoje, diz o médico. - Bom dia, doutor. Não estou com tanta sorte assim. Minha dor lombar voltou e está doendo pra burro. - Assim mesmo você esta com sorte! Ele afirma, sem mesmo considerar seu comentário. - Estamos com uma promoção especial de hemodiálise... preparando para a oferta do dia. - Mas doutor ... e a dor nas costas que me incomoda, nem sei o que é tal de hemo ... o que? - Fique tranqüilo. A sessão é rápida, vai durar apenas algumas horas, acompanha uma massagem nos pés e você fica deitado, confortavelmente. Até pode ler um livro enquanto descansa e a máquina trabalha. Você vai adorar, que tal? Posso programar agora ou prefere as 11h30? Aproveite! Já estamos quase sem horários para atender você. Se você é igual à maioria das pessoas sairia correndo dali. Falaria para a secretaria: "Esse médico ficou louco. Ele é doido não é?". Longe de querer aumentar uma situação, mas o que acontece infelizmente na maioria dos casos é que nos preocupamos tanto em "colocar" pessoas em nossas atividades e acabamos por nos esquecer apenas de um detalhe: o cliente, seja ele criança, jovem ou adulto; parte de um grupo ou não; está afinada com aquilo que você acha tão especial ou bacana? O que mais vejo por aí são monitores até que simpáticos. "Ele (a) é tão simpático (a)" é o que mais ouço, mas e o resultado em número de pessoas e ainda mais: felizes por estarem participando daquilo.


Para isso antes de oferecer qualquer coisa a alguém, é importante saber se esta pessoa gosta ou tem interesse naquilo. E para isso é muito importante saber perguntar e principalmente saber ouvir. Dois exemplos: O primeiro: Ao invés de convidar um adulto para brincar de guerra dos sexos (que nada mais é do que um jogo para adultos de perguntas e respostas entre equipes - homens x mulheres), porque não abordar o hóspede da seguinte maneira: Olá (com cara bem feliz) e começar a lhe questionar: o senhor ou senhora gosta de jogo de perguntas e respostas? Tem algum tipo de conhecimento sobre geografia, novela, história, etc.? O que pretende fazer no horário "X"? E uma vez com estas respostas aí sim oferecer não o nome do jogo e sim a composição e depois finalizar com o nome. Continuando: Já que o (a) senhor (a) gosta de perguntas e respostas, conhece geografia e estará fazendo nada no horário "X" tenho algo especial para você: Um jogo chamado Guerra dos Sexos. Nele você terá a oportunidade de se divertir respondendo perguntas, etc. etc. etc. O segundo:


Quantas e quantas vezes ouço uma criança abordando um monitor de lazer para saber o que haverá naquele horário e o monitor então responde: surpresa. Aparece lá que eu te falo.Oh, doce engano. Hoje em dia nem criança acredita em surpresa. O ideal é seguir a técnica acima, como por exemplo: gosta de jogar bola? Gosta de correr? Gosta de desafio? Então você é a pessoa indicada para participar comigo da nossa próxima brincadeira. E se por ventura essas pessoas não tiverem o mínimo de interesse ou capacidade com as características daquilo que farei? Ótimo. Neste caso tenha sem consigo a lista das atividades do dia e suas características. Caso o hóspedes diga que não tem interesse retruque: Ah, não gosta; não quer; estará ocupado. Então me diga: você gosta de andar? Você gosta de ir à piscina? Você gosta de jogar cartas? Com certeza você estará entendendo melhor o seu cliente e quem sabe oferecendo coisas do que realmente ele tem interesse e por fim aumentando a participação nas suas atividades. Mãos a obra e Sucesso!



Rogério D. Oliveira - Diretor da Megaplay Recreação. Mais de 15 anos de experiência em recreação e lazer. Especialista em gestão de eventos e marketing de serviços pela FGV




Voltar
 
 
 
 

Grande São Paulo: (11) 2626-8923 | Campinas e Região: (19) 3892-5074
E-mail: falecom@megagrupo.com.br | WhatsApp: (11) 99895-4001

TAGS:
Isaias 54, 4
Genesis 12, 2